Pesquisa: Mapa do E-commerce no Brasil


Uma pesquisa exclusiva realizada pela Conversion, analisou mais de 100 milhões de visitas em lojas virtuais nacionais e apresentou um ranking com as 30 cidades que mais movimentam o comércio eletrônico no Brasil.

As 3 cidades mais importantes são:

  1. São Paulo – ticket médio R$ 233,51 – taxa de conversão 1,23% – previsão 24 milhoes de pedidos em 2014;
  2. Rio de Janeiro –  ticket  R$ 320,60 – taxa de conversão  1,26% – previsão 12 milhões de pedidos;
  3. Belo Horizonte – ticket médio R$ 305,96 – taxa de conversão  1,17% – previsão 7,5 milhões de pedidos;
Pesquisa: Mapa do E-commerce no Brasil

Pesquisa: Mapa do E-commerce no Brasil

30 cidades que mais movimentam o comércio eletrônico no Brasil.

30 cidades que mais movimentam o comércio eletrônico no Brasil.

Mais informações no PDF aqui.

@_RenataReis_

Anúncios

Frete – Marketing ou Antimarketing?


Frete–Marketing-ou-Antimarketing… E quantas vezes você abandonou o carrinho de compras porque teria que pagar o frete? 

Buscando incentivar as vendas  e oferecer a entrega gratuita aos consumidores online, o site Busca Descontos está organizando o “Dia do Frete Grátis”. Evento que acontecerá no dia 12 de abril no Brasil – originalmente surgido nos Estados Unidos como Free Shipping Day

Não é novidade que o Frete Grátis influencia, e muito, nas vendas de uma loja virtual e que não somente nesta data é oferecido aos e-consumidores, pois a isenção do frete é uma das estratégias mais “básicas” e que geram conversões imediatas para as  lojas virtuais. Fato que,  no  “Dia do Frete Grátis” espera-se um aumento de 20% nas vendas das lojas virtuais participantes… e mais números virão para o faturamento do comércio eletrônico brasileiro no 1o semestre.

Outra certeza, o e-consumidor não quer pagar o Frete!

Muitos clientes/consumidores chegam a enviar  e-mails e recados nas redes sociais pedindo pela bonificação do frete, e muitos fazem até chantagens do tipo: “Só compro com vocês”, “Sou cliente fiel”, etc… e quando você busca pelo cadastro do cliente, ele nem existe “ainda”.

Frete–Marketing-ou-Antimarketing

Ao optar por comprar 1 esmalte (beleza/moda) por R$ 15,90, o cliente não quer e não aceita pagar por R$ 8,00 de frete. O valor final seria superior ao de uma loja física – o que tiraria toda a lógica da comodidade virtual. Neste cenário, provavelmente o cliente optaria por buscar pessoalmente o produto numa perfumaria, e ainda,  não esperar pelos X dias de entrega. Certo?

Então:

– Quantas vendas se perdem pela cobrança do Frete?

– Quantos clientes realmente enchem seus carrinhos para atingir o valor mínimo de compra para garantir o Frete Grátis?

– Por que o cliente online ainda resiste ao pagamento do Frete?

– Qual o custo do Frete nos seus negócios?

– Qual é a Estratégia de Frete no seu e-commerce?

Estas e outras perguntas são respondidas com a rotina de Campanhas de Frete Grátis que servem como apoio para muitas lojas aumentarem suas vendas,  atingirem suas metas, girarem seus estoques e incentivarem também o giro de produtos com tickets menores (meia, esmalte, batom, calcinha, etc.).

Um incentivo interessante é fixar um valor único ao frete. Essa  estratégia pode conquistar e fidelizar o cliente estimulando a frequência de compra, como faz a  Brave Menswear com o frete de R$ 2,99 para todo o Brasil.

Hoje, muitas lojas disponibilizam o cálculo do valor de frete na página do produto, o que pode levar a uma desistência prematura, pois a estratégia deve estar definida lá atrás,  nas margens, nos custos ou no PDV. É muito bom encontrar uma loja virtual inteira com Frete Grátis, certo? Sim, mas alguém paga esta conta. Os valores estão ocultos, mas o Frete Grátis do cliente, está lá, no topo/header!

Eu já desisti de muitas compras por causa de frete, já vi muito frete ser maior que o valor do produto… e também já finalizei compras com 3 carrinhos abertos escolhendo pelo menor frete.

Compra feita por impulso = Marketing

Valor do frete no carrinho = Marketing ou Antimarketing?

Comente!

Renata Reis

E-commerce e Tecnologia estratégica


A tecnologia é um dos traços predominantes do comércio eletrônico, pois oferece inúmeras possibilidades de inovações nos negócios. Ao mesmo tempo, muitas lojas virtuais se tornam iguais, sem uma tecnologia estratégica que permita ter vantagens competitivas e diferenciações para fidelização.

E-commerce e Tecnologia estratégicaAções como uma simples pesquisa, a chegada ao carrinho de compra, a segurança nas transações, a integração com sistemas internos, e outras atividades, são questões tecnológicas primordiais para a funcionalidade do e-commerce, e o que realmente começa a fazer diferença são as inovações.

No e-commerce brasileiro já começam a existir em alguns players boas práticas em tecnologia estratégica.

Uma aplicação perfeita desta tecnologia:

  • O 1-Click ou Compre com 1 Clique: funcionalidade que permite aos clientes fazer compras com um clique (as vezes mais de 1). Nesta aplicação, o sistema considera os dados de pagamento e endereço do cadastro atual, e com um único clique a compra é realizada.

A prática é uma estratégia perfeita para o e-commerce, pois em segundos o cliente efetiva a compra escapando do passo-a-passo do carrinho de compras onde registram-se os altos índices de abandono. Uma das dificuldades para o e-commerce.

De acordo com pesquisas do setor, de cada 100 pessoas que visitam uma loja, 20 a 25 carregam um carrinho de compras, mas só duas ou três realmente compram os itens que escolhem.

Compre com 1 CliqueO passo-a-passo do processo do carrinho oferece ao consumidor o tempo da dúvida, além de outras características que possam não apresentar vantagens como: prazo de entrega, preço do produto, tipos de pagamento, parcelas, valor do frete, segurança, etc. O conjunto deve apresentar benefícios consideráveis para que o consumidor não desista da compra e abandone o carrinho.

Cada loja virtual, ou negócio devem analisar os dados oferecidos durante toda a navegação do usuário buscando compreender o comportamento do e-consumidor no site e entender o porquê  do abandono em cada página. Isso é métrica!

Imagine que você esteja sem o seu cartão e se depara com uma super promoção. Com esta aplicação, você só precisa fazer o login e dar um clique para que a compra seja realizada.

A principal finalidade do mecanismo “Click ordering”, patenteado pela Amazon, é facilitar a compra de seus clientes e estimular a compra por impulso.

Comodidade e facilidade ao usuário = conversão. Simples assim!

Abraços 🙂

@_RenataReis_