Google Marketing Live 2019


Durante o último Google Marketing Live, conferência anual da empresa que reúne o mercado publicitário para compartilhar experiências e discutir novas abordagens para o marketing digital, foram apresentados produtos que visam abrir novas possibilidades para marcas e consumidores. Todos os anúncios buscam ajudar as marcas a se guiarem por três princípios básicos: estar onde os consumidores estão, ser útil e ser responsável. Confira os principais anúncios do evento abaixo:

Esteja onde os consumidores querem te encontrar.

Para ajudar as marcas a encontrar maneiras melhores de se conectar com os consumidores em diferentes fases da sua jornada de compra, o Google anuncia:

Google lança novas ferramentas para consumidores e marcas

Google Marketing Live 2019

Discovery Campaigns: Um novo tipo de campanha com anúncios mais visuais e com uma navegação móvel fácil para diferentes plataformas, incluindo YouTube, Gmail e a Busca do Google. Pela primeira vez, a partir de uma campanha única, os anunciantes poderão gerenciar sua presença em todas essas plataformas. A Discovery Campaigns usa tecnologias de Machine Learning para entregar o melhor anúncio no formato nativo de cada plataforma. Esta ferramenta estará disponível para todos os anunciantes, globalmente, nos próximos meses.

Gallery Ads: Um novo formato com imagens que aparecerá na página de resultados da Busca. Eles combinam a intenção da pesquisa com um formato de anúncio mais visual e interativo. Para os anunciantes, a ferramenta permitirá ressaltar o valor da marca e, para os usuários, a novidade simplifica o acesso a informações sobre o produto. O Gallery Ads será exibido na parte superior da página de resultados de pesquisa. Ao tocar neste anúncio, uma galeria de imagens rolável será aberta, com título e slogan abaixo de cada imagem. Ele será lançado em beta nos próximos meses.

Local Campaigns: Lançado no ano passado, esse foi o primeiro tipo de campanha em Google Ads criado especificamente para negócios que concentram suas atividades em lugares físicos (mercados, restaurantes, etc.). Agora, a ferramenta estará disponível no mundo todo para ajudar mais empresas a direcionar ações como ligações e tráfego para seus estabelecimentos, além de anunciar ofertas e promover seus negócios. A nova versão incluirá:

Novos formatos de mapa: Os pins promovidos agora podem aparecer para o usuário no Google Maps durante o planejamento e navegação das rotas;

Anúncios de produto: Os anunciantes poderão promover uma seleção de inventário de produtos em formatos locais, incluindo anúncios de catálogo local;

Otimização de ações locais: será possível direcionar ações como ligações ou direções.

Assim como os anunciantes precisam estar no mesmo lugar em que seus consumidores, o Google Ads também precisa estar onde os anunciantes estão. É por isso que, na semana passada, o aplicativo Google Ads ganhou alguns novos recursos para manter os anunciantes conectados a seus consumidores e atualizados em suas contas também no smartphone. Agora é possível criar e editar anúncios de busca responsivo, além de acessar recomendações e notificações para adicionar novas palavras-chave, pausar palavras-chave de baixo desempenho e optar por opções de Smart Bidding.

Fonte: Adnews

Busca – Digite aqui o que procura


Não falarei dos buscadores que são responsáveis por 35%  do tráfego de um e-commerce, porém farei “simples” apontamentos sobre a busca interna das lojas virtuais.

A busca interna é o passo inicial para o usuário que precisa achar informações e que está conhecendo a sua loja. O mais importante na busca é a relevância dos resultados.

Considerada peça chave na navegação do usuário, a busca ganhou destaque na maior parte dos sites, principalmente nas lojas virtuais. Geralmente está posicionada no topo dos sites proporcionando a melhor visualização e acessibilidade ao usuário.

Busca em sites de ecommerce

Boa parte das lojas a ilustram com a famosa lupa e o campo de busca com suas diversas indicações: Busca, Buscar, Busque no Site, Procure por, Buscar em, Pesquisar, etc. Em  alguns e-commerces o campo de busca traz o texto: Digite aqui o produto, Digite aqui o que procura, O que deseja buscar?  Procuro por, entre outros.

Algumas buscas trazem sugestões de palavras logo que começamos a digitar o texto, utilizando a mesma experiência do Google Instant Search,  proporcionando ao usuário mais agilidade em sua pesquisa.

Porém, poucos conseguem ser eficientes. Basta realizar uma busca e constatar a falta de inteligência nos sistemas de algumas lojas virtuais. Os filtros são desorganizados e muitas vezes ausentes, a busca avançada é falha, ainda há incoerência e falta de relevância nos resultados, e estes são apenas alguns exemplos.

Uma estratégia eficiente que encontrei indicava no campo de busca o seguinte texto: Digite seu produto, marca ou esporte desejado”.

O que há de interessante nisso?

A busca trazer o esporte – ou melhor – todos os produtos da categoria esportiva pesquisada. O que é bem diferente de trazer a relação  dos produtos que contém  a palavra em sua url, descrição ou ficha técnica.

Para Martha Gabriel, “o aprofundamento da experiência e relacionamento com as marcas e produtos tem começado pela busca na web.

Poucos e-commerces conseguem transformar a experiência do e-consumidor  em pequenos diferenciais competitivos.

Segundo Kotler, “na medida em que a empresa pode e diferenciar e se posicionar como fornecedora de valor superior, ela ganha vantagem competitiva.”

Para quem não conhece,  o Google disponibiliza sua própria plataforma para fazer a busca  interna “do seu site” – Custom Search.

Não me lembro de ter visto nenhum e-commerce usando este sistema.

#Fica a dica.

Abraços 🙂

@_RenataReis_